Rio de Janeiro tem o metro quadrado mais caro da América do Sul

A capital carioca é a cidade com os preços do metro quadrado de escritórios mais caros da América do Sul, enquanto São Paulo tem o inventário mais representativo. Os dados fazem parte do levantamento feita pela Colliers International Brasil. No Rio de Janeiro, o preço médio pedido é de US$ 31 o metro quadrado. São Paulo fica em US$ 29. Buenos Aires e Santiago praticam preços mais baixos, US$ 25 e US$ 21, respectivamente.
Em relação ao inventário e à taxa de vacância das cidades, São Paulo tem inventário de 2,7 milhões de metros quadrados e vacância de 25%. O Rio de Janeiro tem inventário de 1,5 milhão de metros quadrados e vacância de 32%. Na capital da Argentina, a vacância é de 7% e o inventário de 1,7 milhão de metros quadrados. Em Santiago, a vacância é de 10% e o inventário de 2,3 milhões de metros quadrados.
Quando comparado com outras cidades do mundo, o preço médio pedido nos escritórios de alto padrão no Brasil está abaixo dos valores praticados nos outros centros urbanos. Em Londres, a cidade mais cara, o preço médio é de US$ 83 por metro quadrado. A cidade inglesa é seguida por Nova Iorque (US$ 70) e Paris (US$ 45). Os números de inventário nas cidades norte-americanas e europeias também são bem maiores do que aqueles apresentados no Brasil e na América do Sul: Nova Iorque tem 47 milhões de metros quadrados, à frente de Los Angeles (15 milhões), Toronto (11 milhões), Londres (9,4 milhões) e Cidade do México (5,6 milhões). Por fim, a taxa de vacância em algumas dessas cidades também é bem mais positiva: Cidade do México (12%), Nova Iorque (10%), Londres (4%) e Paris (3%).

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta