Unidas, entidades dos EUA arrecadam US$ 15 milhões para imprensa local

Nos Estados Unidos, a união entre entidades de classe, fundações e organizações não-governamentais tem dado um impulso ao jornalismo comunitário e à imprensa de alcance local. Os participantes uniram-se em torno da NewsMatch, uma campanha de doações para financiar o jornalismo sem fins lucrativos que levantou US$ 14,8 milhões nos últimos três anos. Mais da metade desse valor (ou US$ 7,6 milhões) foi obtida no ano passado.
LEIA TAMBÉM:
Fenaj: Federação dos Jornalistas faz vaquinha virtual para evitar leilão de sua sede
Apenas em 2018, a NewsMatch conseguiu mais de 240 mil doadores. O dinheiro arrecadado ajudou a financiar 154 redações em todo o país. A participação dos indivíduos também teve o reforço do Facebook, que doou US$ 1 milhão.
Segundo os coordenadores da NewsMatch, o aumento tanto no número de doadores quando nos valores arrecadados tem relação direta com a percepção crescente do público de que financiar jornalismo profissional e de qualidade traz ganhos para todos. No ano passado, mais de 50 mil participantes fizeram doações via NewsMatch pela primeira vez. No ano anterior, o número de estreantes havia sido de 43 mil.
Para participar do programa de doações, os veículos têm que integrar o Institute for Nonprofit News, entidade que, em parceria com outra organização, a News Revenue Hub, faz treinamentos ao longo do ano com os veículos para que eles aprendam como engajar seus leitores na campanha de arrecadação. “Os jornalistas são ótimos para contar as histórias de outras pessoas, mas não ficam muito confortáveis quando é para falar deles mesmos”, disse ao site NiemanLab Christina Shih, do News Revenue Hub.
O jornalismo sem fins lucrativos é uma potência nos Estados Unidos, país em que há forte cultura de filantropia. Esse segmento da imprensa fatura cerca de US$ 350 milhões por ano no país. Em 2018, as pessoas doaram US$ 116 milhões para organizações de notícias sem fins lucrativos, montante 50% maior que o do ano anterior.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta