Com avanço de fintechs, associação cria selo de boas práticas no crédito digital

As fintechs, empresas que redesenham a área de serviços financeiros com processos inteiramente baseados em tecnologia, têm crescido de maneira acelerada no Brasil. Segundo o estudo “Fintech Mining Report”, realizado pela holding de negócios Distrito, em parceria com a consultoria KPMG, já há 550 delas em operação no país, sendo 17 consideradas “superfintechs” e duas – Stone e Nubank -, unicórnios (avaliadas em mais de US$ 1 bilhão).
O avanço acelerado levou a Associação Brasileira de Crédito Digital (ABCD) a criar o Selo ABCD, que vai atestar empresas comprometidas com o código de ética e autorregulamentação da entidade. Segundo a ABCD, a máxima transparência é um dos pontos principais do código, já que as fintechs lidam diariamente com dados pessoais, tanto de pessoas físicas quanto jurídicas.
LEIA TAMBÉM:
Conheça a associação por trás da Libra, a criptomoeda anunciada pelo Facebook
Associações e governo criam grupo para desenvolver mercado de capitais
Segundo pesquisa CNDL/SPC, 47% da geração Z controla mal suas finanças
A Associação acaba de anunciar a novidade. “Desde o início de 2016, ano de fundação da ABCD, sabíamos que nosso papel, além de lutar pelo desenvolvimento do mercado de crédito online no Brasil, deveria ser o de prezar por uma relação saudável e de qualidade entre os envolvidos”, diz, em comunicado, Rafael Pereira, presidente da entidade. “Para isso, alguns princípios não poderiam faltar, motivo pelo qual foram todos contemplados no nosso Código.”
Tema em discussão nos últimos meses, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) é levada em conta pelo documento, afirma o dirigente. “Nosso Código estabelece que os clientes devem informar seus dados cadastrais de forma voluntária e que as associadas têm a obrigação de garantir a privacidade e a segurança durante a navegação em suas plataformas”, detalha Pereira. A capacidade de pagamento dos clientes que desejam contratar crédito também faz parte do texto.
Clique aqui para saber mais sobre o Selo ABCD.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta