Reciclagem chega a um símbolo do consumo: o cartão de crédito

Leia também

E se a prática sustentável da reciclagem chegasse também ao cartão de crédito, um símbolo do consumo? Bom, ela chegou: a empresa americana de tecnologia de pagamento CPI Card Group acaba de anunciar a estreia de seus cartões de débito e crédito produzidos a partir de material que, se não tivesse sido reaproveitado, acabaria entulhando os oceanos.

Batizados de Second Wave (ou “Segunda Onda”), os cartões são feitos de plástico reciclado, PVC e das partes de metal que compõem seus chips. Até o momento, a CPI informou apenas que vai trabalhar com uma “grande instituição financeira emissora de cartões baseada nos Estados Unidos”, sem revelar o nome da parceira. A empresa também tem planos de levar seus cartões de plástico reciclado para as indústrias de hotéis, entretenimento e transporte público.

LEIA TAMBÉM:
Por que as associações precisam começar a falar sobre o desmatamento no país

– Consumidor prefere serviços alinhados com suas causas, diz estudo da Accenture
– Reciclagem: como uma boa causa pode unir associações de diferentes setores

Segundo um estudo encomendado pela CPI e realizado por uma empresa de pesquisa independente, 96% dos entrevistados disseram estar preocupados com a quantidade de lixo plástico que chega ao oceano. Mas, enquanto 83% afirmaram gostar da ideia de um cartão feito de plástico que de outra forma acabaria na água, apenas 58% estavam realmente comprometidos com a invenção. Essas foram as pessoas que disseram que trocariam de instituição financeira (se prestassem os mesmos serviços e benefícios) que ofereciam o cartão ecologicamente correto.

“Estimamos que para cada 1 milhão de cartões Second Wave produzidos, mais de 1 tonelada de plástico deixará de chegar aos oceanos, cursos de água e áreas costeiras do mundo”, disse à Fast Company Jason Bohrer, vice-presidente sênior e gerente geral da CPI.

A empresa encontra o material que usa para fabricar esses cartões coletando lixo de áreas que muito provavelmente levam aos oceanos. “O plástico que vai para o mar normalmente está a até 50 quilômetros da costa ou próximo a córregos e rios que chegam ao mar, em países ou regiões que não possuem infraestrutura adequada de gerenciamento de resíduos”, afirma Bohrer.

O plástico que jogamos fora é responsável por algo entre 4,8 e 12,7 milhões de toneladas de lixo que entram nos oceanos a cada ano. Talvez os itens que primeiro nos vêm à cabeça quando pensamos nesse enorme problema são as sacolas plásticas ou as garrafas de água e refrigerante, mas, em algum momento, os cartões que estão em nossas bolsas e carteiras também serão descartados. E esse não é um item marginal na poluição dos mares: segundo o Nilson Report, publicação especializada que cobre a indústria de cartões e meios de pagamentos, mais de 6,4 bilhões de cartões de crédito são distribuídos no mundo por ano.

- Publicidade -

Outras notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais recentes