Em cinco passos, o trabalho da Intel para ampliar a diversidade na empresa

A gigante de tecnologia Intel, que emprega 107 mil pessoas no mundo, acaba de anunciar a decisão de divulgar as diferenças salariais por raça e gênero de seu quadro de funcionários. A medida, revelada pela agência Bloomberg na última quinta-feira, é voluntária: a Comissão de Igualdade de Oportunidades de Emprego dos Estados Unidos passará a obrigar que empresas com mais de 100 funcionários enviem essas informações à agência, mas os dados, sigilosos, só se tornam públicos se a companhia assim quiser.

“Nosso sucesso depende da diversidade de pontos de vista e experiências – e a inclusão é fundamental”, diz Barbara Whye, vice-presidente de recursos humanos da Intel e responsável pelas políticas de diversidade e inclusão da empresa. “Na Intel, acreditamos que, se você não incluir intencionalmente, você excluirá involuntariamente (…) Para impulsionar o progresso, você precisa de uma abordagem integrada de contratação, progressão e retenção.”

LEIA TAMBÉM:
No Brasil, mulheres negras protagonizam apenas 7,4% dos comerciais de TV
Investidores se importam com diversidade de gênero? Sim, mostra pesquisa
Como somar US$ 5 trilhões à economia global? Com igualdade de gênero

A executiva tratou to tema em um artigo publicado pela revista Fast Company. Nele, Barbara Whye apresenta, em cinco passos, o trabalho que a Intel tem feito para reequilibrar a representatividade em todos os escalões da companhia.

Abaixo, os cinco tópicos:

Remuneração
“Todos os nossos funcionários em período integral têm uma parte de seu bônus de desempenho anual atrelado às nossas diversas metas de contratação e retenção.”

Investimento
“Treinamos 13 mil gerentes em todo o mundo por meio de um programa chamado ‘Gerenciando a Intel’ e focamos em cobrir intencionalmente o conteúdo de inclusão. Isso é fundamental para o sucesso e a inovação no futuro.”

Empoderamento
“Fornecemos recursos, como manuais de diversidade personalizados, aos líderes de nossas unidades de negócios para que eles possam ver onde tiveram lacunas na organização e criar soluções para preenchê-las.”

Educação
“Por meio de iniciativas educacionais, assistência financeira e oportunidades de estágio que oferecem experiência e habilidades técnicas, incentivamos ativamente mais mulheres e minorias sub-representadas a ingressar em carreiras de tecnologia, como engenharia e ciência da computação.”

Apoio
“Desde o seu lançamento, em 2016, a linha direta confidencial da Intel, chamada ‘Warmline’, forneceu aos funcionários o suporte necessário para lidar com obstáculos pessoais e profissionais.”

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta