Mercedes-Benz cria fazenda urbana na fábrica de São Bernardo do Campo

A Mercedes-Benz decidiu adotar uma abordagem diferente para reforçar a mensagem de sustentabilidade entre seus colaboradores: criar uma fazenda dentro de uma fábrica. O espaço foi inaugurado na última semana na unidade de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. De acordo com a empresa, a iniciativa dentro de uma indústria automotiva é inédita no mundo.

A produção de hortaliças é livre de agrotóxicos e será destinada ao consumo nos restaurantes da empresa. A ideia, segundo a companhia, é “proporcionar uma alimentação de mais qualidade aos colaboradores”. O cultivo será feito em uma estufa próxima ao restaurante da fábrica para eliminar o desperdício de alimentos e a emissão de CO2 durante o transporte.

LEIA TAMBÉM:
Empresas brasileiras cortam investimento social, mas também há, sim, boas novas
Como a Syngenta pretende recuperar 1 milhão de hectares do cerrado
Como é o plano da Unilever para reduzir drasticamente seu uso de plástico

Com a produção de hortaliças, a fabricante vai incluir mais opções de saladas e a usar temperos frescos na preparação dos pratos. A gestão do plantio ficará a cargo da BeGreen, startup mineira de agricultura sustentável que constrói e opera fazenda urbanas no Brasil. Entre as verduras e temperos cultivados estão alface, com sementes importadas da Holanda, rúcula, espinafre, hortelã e manjericão. A empresa quer incluir ainda o plantio de legumes, como tomate e berinjela.

A estufa tem capacidade para produzir mais de 2 mil quilos de hortaliças — ou 44 mil pés de verduras, ervas e temperos por mês. Os funcionários da Mercedes-Benz também podem comprar parte dos produtos para consumo próprio.

O projeto inclui o uso de tecnologia na produção. Um software foi desenvolvido exclusivamente para o projeto e fará o monitoramento, a operação e a gestão de todos os processos. O sistema online permite o acompanhamento em tempo real, além de controlar a temperatura, a luminosidade e a umidade da estufa.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta