Quase 70% das empresas já fazem investimentos em dispositivos e aplicativos móveis

Mais de 60% das empresas de mídia utilizam tecnologias disruptivas para reformular os seus modelos de negócio e 51% possuem, no mínimo, um orçamento aplicado em projetos-piloto e implementação de novas tecnologias. Os dados constam no estudo Tecnologias disruptivas – Mídia (Disruptive Technologies Barometer: Media sector), realizado pela KPMG Internacional e que ouviu 580 empresas de 16 países (Brasil incluso). A pesquisa apontou também que a fim de proteger a própria empresa e a participação no mercado, 69% dos participantes fazem investimentos tangíveis e estratégicos em dispositivos e aplicativos móveis. Já 68% investem em computação em nuvem e outros 61% focam em redes sociais e plataformas de colaboração.
O estudo mostrou que a Internet das Coisas (50%), a robótica (49%) e a moeda e os pagamentos digitais (47%) estão ajudando a aumentar a produção dentro das empresas. Por outro lado, somente 23% dizem que as diretorias de suas empresas estão “muito preparadas”, incluindo o tema tecnologias emergentes na pauta de suas reuniões.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta