ACSP se posiciona sobre o momento do país

“O momento é grave e exige definições urgentes. Os trabalhadores e os empresários não aguentam mais o que os políticos – com honrosas exceções – estão fazendo com o Brasil”, declarou Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). O executivo almeja que “as denúncias sejam investigadas e que todos os culpados sejam punidos, dentro dos preceitos da Constituição; quem não pode ser punido com a incerteza e com a paralisação das reformas é o País. É preciso que o Congresso continue a votar as reformas e que as decisões da Justiça restabeleçam a tranquilidade institucional, para que o Brasil supere essa grave crise, resolva seus problemas e volte a crescer”, finalizou Burti.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta