Rio de Janeiro tem o metro quadrado mais caro da América do Sul

Leia também

A capital carioca é a cidade com os preços do metro quadrado de escritórios mais caros da América do Sul, enquanto São Paulo tem o inventário mais representativo. Os dados fazem parte do levantamento feita pela Colliers International Brasil. No Rio de Janeiro, o preço médio pedido é de US$ 31 o metro quadrado. São Paulo fica em US$ 29. Buenos Aires e Santiago praticam preços mais baixos, US$ 25 e US$ 21, respectivamente.
Em relação ao inventário e à taxa de vacância das cidades, São Paulo tem inventário de 2,7 milhões de metros quadrados e vacância de 25%. O Rio de Janeiro tem inventário de 1,5 milhão de metros quadrados e vacância de 32%. Na capital da Argentina, a vacância é de 7% e o inventário de 1,7 milhão de metros quadrados. Em Santiago, a vacância é de 10% e o inventário de 2,3 milhões de metros quadrados.
Quando comparado com outras cidades do mundo, o preço médio pedido nos escritórios de alto padrão no Brasil está abaixo dos valores praticados nos outros centros urbanos. Em Londres, a cidade mais cara, o preço médio é de US$ 83 por metro quadrado. A cidade inglesa é seguida por Nova Iorque (US$ 70) e Paris (US$ 45). Os números de inventário nas cidades norte-americanas e europeias também são bem maiores do que aqueles apresentados no Brasil e na América do Sul: Nova Iorque tem 47 milhões de metros quadrados, à frente de Los Angeles (15 milhões), Toronto (11 milhões), Londres (9,4 milhões) e Cidade do México (5,6 milhões). Por fim, a taxa de vacância em algumas dessas cidades também é bem mais positiva: Cidade do México (12%), Nova Iorque (10%), Londres (4%) e Paris (3%).

- Publicidade -

Outras notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais recentes

#NãoVolte: CEOs defendem que mundo não volte a ser como antes da pandemia

Um grupo de quase 50 líderes empresariais brasileiros, entre os quais estão mais de 30 CEOs, aderiu a uma campanha internacional que defende que...

O que coloca São Paulo entre os 100 maiores polos científicos do mundo

São Paulo está entre os 100 principais polos de produção científica do mundo, segundo um novo ranking, publicado neste início de setembro. A lista é um...

Filantropia aumenta a desigualdade em vez de reduzi-la, diz novo livro

A filantropia nunca foi tão intensa no mundo quanto nos dias de hoje, mas, em vez de ajudar a reduzir a distância de renda...

Carlos Brito, da AB InBev: os três pilares da liderança corporativa

Após mais de uma década, Carlos Brito pode estar perto de encerrar sua trajetória como principal executivo da Anheuser-Busch InBev. O Financial Times informou nesta...

As diferenças entre o boom de IPOs de 2020 e o de 2007

Se o ritmo atual se mantiver, o mercado de capitais brasileiro deve registrar um volume recorde de lançamentos de novas ações na B3. Nesta...