Última edição do Diário Oficial de SP circula no dia 31 de maio

Após 126 anos de distribuição diária, o Diário Oficial do Estado de São Paulo não será mais publicado na versão impressa. Os responsáveis informaram que, com o fim da impressão, a economia de papel chegará a 34 toneladas por mês. “A iniciativa está alinhada com a nova realidade de consumo de informações pelo meio digital, que permite um acesso com mais agilidade e dinamismo. Foram 126 anos distribuindo diariamente o Diário Oficial na sua forma impressa. Esse formato se esgotou. A sociedade moderna busca a sustentabilidade e agilidade”, declara o Governo de São Paulo.
Com o fim da publicação, estima-se uma economia de R$ 6,3 milhões por ano em gastos existentes com papel, transporte e manuseio do impresso. A última edição do Diário Oficial já tem data marcada para circular, 31 de maio. A partir de 1º de junho não será mais rodado a versão do jornal em papel. Os leitores poderão acessar as informações do veículo por meio do site da Imprensa Oficial, que desde 2008 disponibiliza pela internet todo o acervo da publicação – desde as primeiras versões, de 1891 – gratuitamente, em sistema de busca.
Há três meses, a prefeitura da capital paulista também anunciou o fim do Diário Oficial da cidade em papel. A última edição impressa foi veiculada em 1º de março

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta