Mais de 60% dos brasileiros acham que a tecnologia está destruindo suas vidas

Cropped man and woman using electronic device free image

Estudo global que ouviu mais de 18 mil pessoas em 23 países revela que mais de dois terços  da população do mundo não consegue imaginar sua vida sem internet. A informação faz parte do levantamento feito pela Ipsos, empresa global de pesquisa, com mais de 400 questões que retratam a relação das pessoas com a tecnologia.
Veja abaixo os principais dados consolidados:

  • 69% da população mundial não consegue imaginar sua vida sem internet;
  • No entanto, 23% ainda se sentem confusa com computadores e acha que nunca vai se acostumar com eles. A porcentagem entre os entrevistados brasileiros é de 36%, garantindo ao país o segundo lugar no ranking;
  • Mais de metade dos entrevistados (54%) dizem que não poderiam viver sem o seu smartphone. O índice brasileiro é 65%, deixando o país na quarta colocação;
  • 50% acreditam que o progresso tecnológico esteja destruindo suas vidas, sendo a preocupação maior nos mercados emergentes (58%) do que os mercados estabelecidos (45%). O Brasil é o terceiro país no ranking, com 62% concordando com a afirmação;
  • As gerações mais jovens estão mais preocupadas com o progresso tecnológico: a geração Z registrou um aumento de 13 pontos percentuais nos últimos dois anos de 37% para 50%.

A pesquisa entrevistou 18.180 adultos, de 16 a 64 anos, em 23 países: Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, França, Grã-Bretanha, Alemanha, Indonésia, Itália, México, Japão, Peru, Polônia, Rússia, África do Sul, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Turquia, Índia e EUA.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta