Mais de 30% do público atendido pelas instituições financeiras é formado por mulheres

Levantamento da ABSCM (Associação Brasileira das Sociedades de Microcrédito) com as 27 entidades associadas em 12 Estados brasileiros mostra que 33% do público atendido é formado por mulheres, pessoa física, e 44% pessoas jurídicas. A modalidade das microempresas atendidas está dividida na categoria informal (42%), PMEs (21%), MEIs (5%). A pesquisa mostrou ainda que 47% dos tomadores de crédito têm entre 35 a 45 anos; 31% estão na faixa de 45 a 60; e 5% na de 25 a 35 anos.
Em relação aos setores da atividade dos microempreendedores, 10% atuam na agropecuária; 21% na indústria; 36% no comércio e 26% em serviços.
Sobre o tipo de produto oferecido, metade da carteira fica com o crédito para micro e pequena empresas e a outra metade é destinada ao microcrédito produtivo, ou seja, recurso destinado para capital giro, capacitação profissional, investimentos na aquisição de equipamentos para melhoria do negócio, rentabilidade e crescimento.
As SCMs (Sociedades de Crédito ao Microempreendedor) concedem empréstimos de baixo valor a pequenos empreendedores informais e microempresas que possuem acesso restrito ao sistema financeiro, principalmente pelo fato de não terem como oferecer garantias reais.
O Brasil tem mais de 23 milhões de PMEs, 16 milhões no Simples e MEI ativos, e já formalizou mais de 10 milhões de microempreendedores individuais desde 2008. Desses, 27,7% atuam no Estado de São Paulo; 10,3% em Minas Gerais; 9,3% no Rio de Janeiro; 7,2% no Rio Grande do Sul e 6,9%.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta