Banco Central projeta inflação de 3,8% em 2017

Relatório que acaba de ser divulgado pelo Banco Central aponta que a trajetória recente dos principais indicadores econômicos corrobora o cenário de estabilização e perspectiva de retomada gradual da atividade econômica. Nesse contexto, a projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2017 foi mantida em 0,5%. Entretanto, a manutenção, por tempo prolongado, de níveis de incerteza elevados sobre a evolução do processo de reformas e ajustes na economia pode ter impacto negativo sobre a atividade. O cenário externo tem se mostrado favorável, na medida em que a atividade econômica global mais forte tem mitigado os efeitos sobre a economia brasileira de possíveis mudanças de política econômica nos países centrais.
Expectativas de inflação apuradas pela pesquisa Focus recuaram para em torno de 3,7% para 2017 e encontram-se ao redor de 4,4% para 2018 e de 4,25% para 2019 e horizontes mais distantes. O comportamento da inflação permanece favorável, com desinflação difundida inclusive nos componentes mais sensíveis ao ciclo econômico e à política monetária. Índices de inflação divulgados recentemente situaram-se abaixo das expectativas e o amplo conjunto de medidas de núcleo de inflação acompanhadas pelo Copom indica nível baixo de inflação corrente.
No que se refere às projeções condicionais de inflação, de acordo com o cenário com taxas de juros e câmbio da pesquisa Focus, projeta-se inflação em torno de 3,8% em 2017 e de 4,5% em 2018. A projeção para a inflação acumulada nos quatro trimestres encerrados no segundo trimestre de 2019 encontra-se em torno de 4,3%.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta