Com a Anafima, indústria da música agora tem sua própria Frente Parlamentar

Leia também

Em uma iniciativa que teve participação direta da Associação Nacional da Indústria da Música (Anafima), o setor agora tem sua própria frente parlamentar. Sob a presidência do deputado Roberto Pessoa (PSDB/CE), a Frente Parlamentar da Indústria da Música teve nesta semana sua primeira reunião, realizada em Brasília.
A frente é suprapartidária e atuará como um canal para levar ao Congresso Nacional discussões sobre temas que vão de legislação do showbiz a iluminação, de equipamentos de áudio a direitos autorais. “Estamos trabalhando para toda a cadeia produtiva dos negócios relacionados à música. É necessário legislar corretamente para que o impacto que ela produz na economia de maneira direta e indireta seja ampliado e efetivo”, disse o deputado Roberto Pessoa na reunião inaugural.
Daniel Neves, presidente da Anafima, também encabeça o conselho da Frente Parlamentar. “A Frente tratará do aspecto pragmático e de tudo que abrange os negócios que envolvem a música”, afirmou o dirigente.
Fundada em 2001, a Anafima tem entre seus associados fabricantes de instrumentos e equipamentos musicais, companhias de tecnologia de áudio, luthierias e empresas de som automotivo. Uma das bandeiras da entidade é a maior profissionalização do setor. Levar ao Congresso Nacional as demandas de um setor em que há grande informalidade faz parte desses esforços.

- Publicidade -

Outras notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais recentes