Abras prevê que setor de supermercados crescerá 3% no país em 2019

Leia também

Apesar da calibragem recente na confiança, o setor de supermercados mantém a projeção de crescimento real de 3% em 2019, informou nesta segunda-feira (18/3) a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Segundo João Sanzovo, presidente da entidade, passada a lua de mel com o resultado das eleições, é natural uma redução no otimismo diante de um novo governo. Para ele, o cenário atual é de otimismo moderado.
“Caiu um pouquinho aquela alegria toda. Isso é normal com governo novo, mudanças. Mas ainda estamos otimistas com as reformas sendo aprovadas. Especialmente a da previdência, sem dúvida nenhuma”, disse.
O faturamento total dos supermercados brasileiros foi de R$ 355,7 bilhões em 2018, segundo levantamento da Abras, feito em parceria entre o departamento econômico da entidade e a Nielsen. O montante representou um crescimento de apenas 0,7% em comparação com as vendas do ano anterior.
Segundo o presidente da entidade, a retomada do consumo em 2018 não aconteceu como o setor gostaria. “Começamos o ano bem, mas no fim do segundo semestre fomos surpreendidos por uma paralisação nacional dos caminhoneiros, que prejudicou o setor supermercadista e outros setores e impactou fortemente os resultados da economia do Brasil.”
Ainda que o faturamento tenha crescido menos do que o esperado, o setor não deixou de contratar. Os supermercados encerraram 2018 com 89,6 mil lojas e 1,85 milhão de funcionários; no ano anterior, eram 1,82 milhão de trabalhadores.
O faturamento das maiores empresas supermercadistas chegou a R$ 175,6 bilhões em 2018 (19 maiores sem o Walmart Brasil, que não informou os dados). Em 2017, as empresas haviam registrado um total de R$ 159,3 bilhões.

- Publicidade -

Outras notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais recentes