Robôs de empresa aérea substituem estudantes em formatura no Japão

Leia também

Em dezembro, a empresa aérea japonesa ANA Holdings apresentou o “Newme” (ou “novo eu”), robô que permite a seus clientes fazer compras de modo remoto por meio de um avatar. A loja em que a novidade estreou foi a primeira do mundo a contar com uma tecnologia do gênero, segundo a companhia. A crise do coronavírus exigiu adaptações de empresas e pessoas em todo o mundo, e isso incluiu os robôs da ANA, que foram usados para representar estudantes universitários em uma cerimônia de formatura.

Para que sua entrega de diplomas não fosse cancelada – o que tem ocorrido com frequência no Japão em virtude das medidas de isolamento social adotadas para enfrentar a pandemia -, estudantes da Business Breakthrough University, em Tóquio, recorreram aos robôs da companhia aérea. De suas casas, os formandos controlavam as máquinas, vestidas com becas e chapéus próprios para a ocasião.

Os rostos dos estudantes apareciam em tablets enquanto eles controlavam os robôs usando computadores. Um a um, os avatares iam ao palco para receber os diplomas. Funcionários da universidade aplaudiam e davam parabéns enquanto o presidente da instituição, Kenichi Ohmae, colocava os certificados em compartimentos acoplados aos robôs.

“É uma experiência completamente nova receber um certificado em um espaço público enquanto eu estou em um lugar privado”, disse Kazumi Tamura, que recebeu diploma de mestrado. A universidade espera que essa prática possa ser adotada por outras escolas que buscam evitar aglomerações.

Apenas quatro estudantes participaram da cerimônia por meio de seus avatares, dois de graduação e dois de pós-graduação. Os demais integrantes das turmas acompanharam a entrega dos certificados pelo aplicativo de teleconferências Zoom, segundo a universidade registrou em seu blog.

Clique aqui e leia no Vida de Empresa histórias sobre como as companhias estão enfrentando o coronavírus.

- Publicidade -

Outras notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais recentes

#NãoVolte: CEOs defendem que mundo não volte a ser como antes da pandemia

Um grupo de quase 50 líderes empresariais brasileiros, entre os quais estão mais de 30 CEOs, aderiu a uma campanha internacional que defende que...

O que coloca São Paulo entre os 100 maiores polos científicos do mundo

São Paulo está entre os 100 principais polos de produção científica do mundo, segundo um novo ranking, publicado neste início de setembro. A lista é um...

Filantropia aumenta a desigualdade em vez de reduzi-la, diz novo livro

A filantropia nunca foi tão intensa no mundo quanto nos dias de hoje, mas, em vez de ajudar a reduzir a distância de renda...

Carlos Brito, da AB InBev: os três pilares da liderança corporativa

Após mais de uma década, Carlos Brito pode estar perto de encerrar sua trajetória como principal executivo da Anheuser-Busch InBev. O Financial Times informou nesta...

As diferenças entre o boom de IPOs de 2020 e o de 2007

Se o ritmo atual se mantiver, o mercado de capitais brasileiro deve registrar um volume recorde de lançamentos de novas ações na B3. Nesta...