Google cria fundo de emergência para ajudar imprensa regional na crise

Leia também

O Google decidiu oferecer apoio financeiro aos veículos de imprensa de atuação regional, fortemente atingidos pela crise econômica do coronavírus. Anunciada nesta quarta-feira (15/4), a decisão, de abrangência global, integra a Google News Initiative, iniciativa lançada pela companhia em 2018 para ajudar o jornalismo a prosperar na era digital.

A empresa não revelou o montante a ser destinado ao fundo de emergência, mas, em um post no blog, o vice-presidente de notícias do Google, Richard Gingras, disse que o objetivo é financiar “milhares de pequenos e médios jornais de atuação regional do mundo todo”. Os recursos serão de “alguns milhares de dólares para redações hiper-regionais a algumas dezenas de milhares para redações maiores, com variações por região”.

“As notícias locais são um recurso vital para manter pessoas e comunidades conectadas em épocas positivas”, disse Gingras. “Hoje, elas desempenham uma função ainda mais importante ao informarem sobre bloqueios ou determinações de isolamento social, fechamento de escolas e parques e dados sobre como a covid-19 está afetando a vida cotidiana. Mas esse papel está ameaçado, já que a indústria de notícias está em meio a demissões, afastamentos de profissionais e cortes de custos provocados pela covid-19.”

Outros apoios

Gingras também disse que a fundação Google.org doará US$ 1 milhão para duas organizações que apoiam jornalistas, o Centro Internacional para Jornalistas e o Dart Center for Journalism and Trauma, ligado à Escola de Jornalismo da Columbia. Em esforços nesse campo, o Facebook também já reservou US$ 100 milhões (além de seus compromissos anteriores) para apoiar organizações de notícias locais em resposta à atual crise, informa o site TechCrunch.

A Google News Initiative, que surgiu com um financiamento inicial de US$ 300 milhões, já havia anunciado que investiria US$ 6,5 milhões para apoiar agências de checagem de informações e organizações sem fins lucrativos que estão trabalhando para combater a desinformação relacionada ao coronavírus. Os recursos já permitiram a criação de ferramentas como o Case Mapper, ferramenta que faz a geolocalização dos casos da covid-19 nos Estados Unidos.

O prazo para solicitar os recursos do fundo de emergência do Google já está aberto e se estenderá até 29 de abril. O cadastro para fazer o pedido está neste neste link.

Clique aqui e leia no Vida de Empresa histórias sobre como as companhias estão enfrentando o coronavírus.

 

- Publicidade -

Outras notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais recentes

#NãoVolte: CEOs defendem que mundo não volte a ser como antes da pandemia

Um grupo de quase 50 líderes empresariais brasileiros, entre os quais estão mais de 30 CEOs, aderiu a uma campanha internacional que defende que...

O que coloca São Paulo entre os 100 maiores polos científicos do mundo

São Paulo está entre os 100 principais polos de produção científica do mundo, segundo um novo ranking, publicado neste início de setembro. A lista é um...

Filantropia aumenta a desigualdade em vez de reduzi-la, diz novo livro

A filantropia nunca foi tão intensa no mundo quanto nos dias de hoje, mas, em vez de ajudar a reduzir a distância de renda...

Carlos Brito, da AB InBev: os três pilares da liderança corporativa

Após mais de uma década, Carlos Brito pode estar perto de encerrar sua trajetória como principal executivo da Anheuser-Busch InBev. O Financial Times informou nesta...

As diferenças entre o boom de IPOs de 2020 e o de 2007

Se o ritmo atual se mantiver, o mercado de capitais brasileiro deve registrar um volume recorde de lançamentos de novas ações na B3. Nesta...