Nos EUA, executivos veem retomada pós-coronavírus cada vez mais distante

Leia também

Nos Estados Unidos, a maior economia do mundo, os líderes empresariais têm visto a retomada dos negócios após a pandemia cada vez mais distante. A constatação aparece na leitura conjunta de três pesquisas sobre o tema realizadas pela consultoria PwC, que ouviu 50 diretores financeiros de grandes empresas americanas e mexicanas.

Na edição mais recente do levantamento, divulgado nesta semana, 81% dos entrevistados disseram que a covid-19 diminuirá os lucros ou receitas de suas companhias em 2020. O número cresceu bastante em relação à primeira rodada de entrevistas, realizada em 11 de março, quando 58% fizeram essa previsão.

A PwC também constatou que 82% dos diretores financeiros estão focados agora na redução de custos, ou 20 pontos percentuais a mais que o dado apurado em 11 de março. Como os funcionários representam a maior despesa das companhias, os empregos estão ainda mais ameaçados. Dos entrevistados, 26% disseram que devem antecipar demissões em suas empresas. Apenas duas semanas atrás, a fatia era de 16%.

Uma das grandes mudanças nas respostas dos executivos ocorreu na consulta sobre os planos de investimentos. Na edição mais recente da pesquisa, 67% dos entrevistados afirmaram que pensam em adiar ou cancelar investimentos que estavam planejados. Isso é mais que o dobro do que se verificou na primeira rodada do levantamento, quando 32% dos diretores financeiros fizeram essa revelação.

“Há uma crescente percepção de que (…) o controle do vírus vai demorar mais do que pensávamos”, disse ao site Axios Tim Ryan, sócio sênior da PwC e presidente da consultoria nos EUA . “O efeito cascata na cadeia de suprimentos está ficando mais claro, e isso tem feito as empresas perceberem que a retomada [dos negócios] levará muito mais tempo do que o previsto.”

Clique aqui e leia no Vida de Empresa histórias sobre como as companhias estão enfrentando o coronavírus.

- Publicidade -

Outras notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais recentes

#NãoVolte: CEOs defendem que mundo não volte a ser como antes da pandemia

Um grupo de quase 50 líderes empresariais brasileiros, entre os quais estão mais de 30 CEOs, aderiu a uma campanha internacional que defende que...

O que coloca São Paulo entre os 100 maiores polos científicos do mundo

São Paulo está entre os 100 principais polos de produção científica do mundo, segundo um novo ranking, publicado neste início de setembro. A lista é um...

Filantropia aumenta a desigualdade em vez de reduzi-la, diz novo livro

A filantropia nunca foi tão intensa no mundo quanto nos dias de hoje, mas, em vez de ajudar a reduzir a distância de renda...

Carlos Brito, da AB InBev: os três pilares da liderança corporativa

Após mais de uma década, Carlos Brito pode estar perto de encerrar sua trajetória como principal executivo da Anheuser-Busch InBev. O Financial Times informou nesta...

As diferenças entre o boom de IPOs de 2020 e o de 2007

Se o ritmo atual se mantiver, o mercado de capitais brasileiro deve registrar um volume recorde de lançamentos de novas ações na B3. Nesta...