Por que o consumo em excesso ameaça o mundo mais que o coronavírus

0
12
Foto: Michael Marais

O novo coronavírus é um dos grandes desafios enfrentados pela humanidade na história. Mas, mesmo com os graves desdobramentos da pandemia, um estudo recente mostra que há hoje uma ameaça de proporções ainda maiores: o consumo em excesso. O Fórum Econômico Mundial apresentou nesta terça-feira (21/7) algumas das conclusões da pesquisa, publicada originalmente em junho.

Cientistas da Austrália, Suíça e Reino Unido cruzaram dados para ver se as crescentes inovações das últimas décadas estão compensando o aumento da renda no mundo – e, portanto, do consumo. Os pesquisadores detectaram que, nos últimos 40 anos, o crescimento da riqueza global foi sempre mais acelerado que qualquer ganho de eficiência ocorrido nesse período.

“A tecnologia pode nos ajudar a tornar o consumo mais eficiente, o que poupa energia e recursos naturais, por exemplo”, escreve Tommy Wiedmann, professor da faculdade de engenharia da universidade australiana UNSW e coordenador do estudo. “Mas os avanços tecnológicos não podem ocorrer enquanto o nível de consumo só cresce.”

Discussão tão complexa quanto inadiável

O combate à emissão de gases poluentes e à crise climática tem exigido um forte envolvimento de governos, empresas e cientistas. Com o estudo recente, os pesquisadores mostram que há uma urgência efetiva de mudança das próprias bases em que as economias estão assentadas. Não se trata apenas de comprar um carro elétrico em vez de um movido a gasolina, por exemplo, mas de questionar se o carro de fato precisava ter sido fabricado. E mais: se ele não for produzido, onde o funcionário da fábrica vai trabalhar? E como ele vai sobreviver?

A discussão é tão complexa quanto inadiável, afirmam os autores do estudo. E nenhuma participação é mais importante que a das pessoas mais ricas. “O consumo de famílias abastadas em todo o mundo é de longe o fator mais determinante para o aumento dos impactos ambientais e sociais”, escreve Lorenz Keysser da ETH Zurich, também um dos autores.

Clique aqui e leia no Vida de Empresa histórias sobre como as companhias estão enfrentando o coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui