Três passos para tornar um negócio mais sustentável

Leia também

2020 foi um marco na vida de todos, mas para a economia o desafio parece ter sido ainda maior. Diante deste cenário, o Vida de Empresa compartilha aqui um resumo e um artigo do ambientalista, capitalista, minimalista e fundador e CEO da Palmetto (empresa inglesa de energia solar), Chris Kemper, listou algumas etapas para se tornar um negócio mais sustentável. Se sustentabilidade é a palavra chave para algumas empresas, para outras esse pode não ser a missão central e saber isso é parte importante da estratégia de negócios dos empresários.

Kemper destaca que o meio ambiente é apenas um aspecto do conceito de sustentabilidade, por isso avalia como fundamental o trabalho de educação ambiental para garantir resultados mais impactantes. De acordo com o empresário, assim como juros, toda redução de dano ambiental traz um resultado positivo para todo o mundo. Ele explica que a sustentabilidade é baseada em três pilares fundamentais: pessoas, planeta e lucros, cada um deles com igual peso e importância.

O fundador da Palmetto fala sobre os benefícios de focar na sustentabilidade, lembrando que ser sustentável não deve ser um objetivo para melhoria ou construção de imagem pública. Kemper lembra que ao adotar uma estratégia sustentável, uma empresa terá resultados significativos em todas as áreas do negócio a partir do engajamento e retenção de funcionários até a redução de despesas operacionais e impacto ambiental, sem falar no aumento do investimento

Essas são as sugestões de Kemper:

1 – Objetivos claros
Defina o que deseja e então avance a partir dos recursos disponíveis. Os empresários podem contar com recursos gratuitos para ajudá-los ao longo do caminho, como agências de consultoria que se especializam em parcerias com empresas maiores para implementar iniciativas e análises de sustentabilidade abrangentes. Exemplo disso é o B Lab que oferece uma ferramenta gratuita de “Avaliação de Impacto B” que mais de 50.000 empresas têm usado para medir seu impacto nos trabalhadores, na comunidade, no meio ambiente e nos clientes, além de comparar com milhares de outras empresas. As empresas ganham pontos por práticas que vão além das práticas comerciais padrão; portanto, em teoria, qualquer pontuação é uma boa pontuação. De acordo com o B Lab, a maioria das empresas marca entre 40 e 100 pontos dos 200 pontos disponíveis. Sua pontuação é um reflexo de seu compromisso em melhorar suas práticas de sustentabilidade.

2 – Planejamento
Se empreender é preciso, para manter a empresa de portas abertas é fundamental planejar. Colocar tudo no papel e dividir por etapas de execução, destacando as prioridades. Kemper lembra que para construir um plano de sustentabilidade é necessário alinhar suas iniciativas à missão e aos valores de sua empresa e direcionar a atenção e os recursos nas categorias que mais importam para o negócio.

3. Engajamento
Aderir ao modelo de negócio sustentável precisa de parceria entre gestão e colaboradores. Os funcionários precisam saber o que a empresa representa e qual impacto essa organiza deseja ter. Para isso, será necessário adotar um modelo de comunicação contínua para reforçar os objetivos e fazer com que todos colaborem para chegar aos objetivos. Definir metas e sempre manter reports atualizados é fundamental.

- Publicidade -

Outras notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais recentes

Startups de energia receberam só neste ano 78% do total de investimentos no setor desde 2015

No ano de uma das piores crises hídricas do Brasil com consequências sobre a produção de energia, as startups do setor já receberam R$...

Nestlé oferece empatia e acolhimento com Projeto Supera

As empresas têm de lidar a todo momento com os impactos ainda presentes da pandemia. Um dos mais complexos é o luto de quem...

Pesquisa mostra que líderes empresariais esperam garantir ganhos de sustentabilidade e mudanças climáticas

Uma pesquisa realizada pela KPMG neste ano com 500 CEOs globais de consumo e varejo,mostra que 92% deles desejam garantir os ganhos de sustentabilidade...

Reino Unido deve ter mais investimentos estatal para ampliar oferta de carregadores para carros elétricos nas ruas

O Reino Unido foi a primeira região do mundo a anunciar que a partir de 2030 não serão mais comercializados veículos a combustão fóssil,...

Extra investe em empreendimentos liderados por mulheres negras de periferias do Brasil

Criado em 2020 para apoiar empreendimentos de mulheres negras periféricas e contribuir para a manutenção dos seus negócios, o projeto da rede Extra, por...