Como manter sua equipe motivada no home office?

Leia também

Pesquisa InfoJobs revela preconceitos sofridos por profissionais com mais de 40 anos

Uma pesquisa realizada pelo InfoJobs, empresa de tecnologias para recrutamento, revela que 70,4% dos profissionais entrevistados com mais de 40 anos disseram ter sofrido...

Brasil é o terceiro país das Américas em atração de investimentos de Venture Capital

O Brasil é hoje um dos principais mercados de Venture Capital. Segundo pesquisa realizada pela KPMG, nos três primeiros meses de 2021 o país...

Há um ano o trabalho remoto era um desafio para a sobrevivência de empresas e negócios no início da pandemia. A transição para o home office foi rápida e intensa, pegando muitos de surpresa e impondo uma nova realidade. Porém a pandemia continua, infelizmente, gerando novas tristes notícias diariamente em todo o mundo, impedindo movimentos realmente efetivos de volta ao local de trabalho ou modelos híbridos para muitos setores. Mas como manter uma equipe motivada um ano após o início do home office?

Pensando em responder a este questionamento, os pesquisadores Lindsay McGregor e Neel Doshi escreveram um artigo na Harvard Business Review para tentar indicar caminhos em um momento em que uma das maiores reclamações das pessoas é com o cansaço da pandemia e suas limitações. 

“Algumas equipes se destacam em tempos de turbulência, independentemente dos desafios. Eles ganham participação de mercado. Eles conquistam o amor do cliente por toda a vida. Eles mantêm sua produtividade alta, e, até alcançam patamares superiores. Em outras palavras, eles se adaptam. Embora a pesquisa acadêmica sobre produtividade remota seja mista, com alguns dizendo que diminui enquanto outros prometem que aumenta, nossa pesquisa sugere que seu sucesso dependerá de como você o faz”, dizem os autores.

Os pesquisadores afirmam ainda que, em primeiro lugar, é importante observar que agora, trabalhar em casa provavelmente reduzirá a motivação. “Quando medimos a motivação total das pessoas que trabalhavam em casa em comparação com o escritório, descobrimos que trabalhar em casa era menos motivador”, de acordo com eles, devido à falta de contato com colegas. Fora isso, fatores como maior medo de perda de emprego e problemas domésticos extras, como crianças sem aula no mesmo ambiente, além da pandemia em si contribuíram para esse sentimento.  

Para eles, o caminho dos líderes empresariais não é simples. Entender o papel cultural do escritório e do encontro com colegas é fundamental “Quando uma colega nossa foi diagnosticada com câncer, nosso primeiro instinto foi reduzir seu trabalho para que ela pudesse se concentrar em sua doença. Para ter certeza, houve momentos em que ela precisava de 100% de descanso. Mas rapidamente percebemos que tínhamos retirado uma grande fonte de sua energia e propósito. Seu trabalho era uma pausa muito necessária em relação às notícias angustiantes que recebia todos os dias. Isso também foi verdade para as empresas com as quais trabalhamos durante a crise financeira”, exemplificam.

Para ele, o exemplo do líder é o primeiro passo para que uma equipe siga motivada, in loco ou remotamente. “Se você deseja que suas equipes se envolvam em seu trabalho, você deve tornar o trabalho delas envolvente”. 

“A maneira mais poderosa de fazer isso é dar às pessoas a oportunidade de experimentar e resolver problemas que realmente importam. Esses problemas não são os mesmos para todas as equipes ou organizações. Eles podem nem ser fáceis de identificar no início. Seus funcionários precisarão de sua ajuda para fazer isso. Pergunte a eles: Onde podemos oferecer um serviço incrível aos nossos clientes? O que está quebrado que nossa equipe pode consertar? O que impulsiona o crescimento, mesmo em tempos de medo? Por que esses problemas são críticos, valiosos e interessantes?”, afirmam, lembrando que esse desafio pode variar de algo tão pequeno, como melhor receber os clientes ou acomodar novos horários, até algo tão grande quanto mover seu negócio anterior pessoalmente online.

Tudo isso pode parecer ótimo em teoria, mas se você está se perguntando como começar, você não está sozinho.

- Publicidade -

Outras notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais recentes

Pesquisa InfoJobs revela preconceitos sofridos por profissionais com mais de 40 anos

Uma pesquisa realizada pelo InfoJobs, empresa de tecnologias para recrutamento, revela que 70,4% dos profissionais entrevistados com mais de 40 anos disseram ter sofrido...

Brasil é o terceiro país das Américas em atração de investimentos de Venture Capital

O Brasil é hoje um dos principais mercados de Venture Capital. Segundo pesquisa realizada pela KPMG, nos três primeiros meses de 2021 o país...

Panvel investe em energia sustentável para reduzir emissão de CO2 

Com o objetivo de suprir todas as suas lojas de rua com energia renovável até o fim de 2022, o grupo Panvel Farmácias deu...

IEDI divulga carta com sugestões à Reforma Tributária

Reivindicada há anos pelo setor produtivo do país, a Reforma Tributária esbarra na falta de consenso entre o governo federal e o Congresso Nacional....

Fiergs lança portal para “diagnóstico” de indústria 4.0

Afinal, como está sua empresa em relação à chamada Indústria 4.0? Como sua organização trata o uso dos dados e inovações como robótica, inteligência...